fbpx

Destaque

Advogado, saiba quais são os erros que eliminam seu currículo

advogado-sem-emprego

É importante ressaltar que o currículo é o primeiro contato entre você e o empregador. O currículo profissional é sempre um tema que tem muitas atualizações até porque o mercado de trabalho está sempre em constante evolução e claro que devemos nos adaptar às demandas que o mercado exige, não é mesmo?

Se há problemas com esse documento básico, mesmo que você seja um bom profissional pode ser desqualificado para uma entrevista. Para te ajudar nessa missão, reunimos os erros mais comuns ao montar o CV que podem colocar tudo a perder na hora de conquistar a desejada vaga. Confira!

Principais erros:

1 — Erros de Português: Erros de português ou digitação de fato podem eliminar você. É importante que você leia seu currículo, diversas vezes e tenha calma nessa hora. É bom sempre ter um modelo editável no seu computador ou até mesmo no celular e ao longo da jornada, ao adquirir novas experiências ou fazer novos cursos inclua no documento.  E para não ter dúvidas use sempre o corretor ortográfico até mesmo para evitar uma surpresa. Pensando em você advogado, separei um site que ele revisa e aponta seus possíveis erros ortográficos que é o Correção.pt


2 —  Informações Pessoais: Só coloque documentos necessários, como o Registro Profissional, que comprovem que você está habilitado a exercer a profissão. Nada de colocar CPF, RG que isso no momento adequado após a contratação a empresa irá te solicitar.

3 — Informações Mentirosas: Não coloque informações falsas em seu currículo. O que está no seu currículo é o que o recrutador irá avaliar. Já pensou você colocar que possui inglês avançado e, na verdade você não sabe nem o verbo to be? É comum, os recrutadores avaliarem seu nível de inglês, por exemplo em uma entrevista só nessa língua, evite constrangimentos. Então não minta, seja honesto no seu currículo. Afinal, ninguém quer ficar com fama de mentiroso, não é verdade?

4 — Tamanho exagerado: para você que está começando a carreira como advogado de uma página já é suficiente. Casos profissionais mais experientes o limite pode ser de duas a três páginas.

5 — Cuidado com a autoavaliação: não é recomendável o uso de qualificações elogiosas a sua maneira no currículo. Deixe esse julgamento para a pessoa que está te avaliando/recrutando, o momento ideal é na hora da entrevista. Claro, ainda vale usar aqueles adjetivos mais concretos como “sólida experiência”. O uso de pronomes pessoais é dispensável já que os dados falam de um só profissional.

6 — Cuidado com a criatividade: fontes diferentes demais, em vários tamanhos e cores distintas, só atrapalham. Ah, tome cuidado com o excesso de uso do recurso de negrito e sublinhado. Melhor adotar poucas variações de estilo e optar pelo visual mais clean e clássico.
Para não errar: utilize fontes clássicas como Times New Roman e Arial, em tamanho legível e na cor preta. Usar negrito, itálico ou sublinhado também é permitido, mas com cautela.

7 — Citar cursos sem relação com vaga: é comum querer mostrar múltiplas habilidades, inclua no currículo apenas as formações relacionadas à vaga de interesse.

Você pode gostar